Impacto do aquecimento global na economia

Últimas informações sobre o impacto do aquecimento global na economia.

Cientistas e economistas estão cada vez mais atentos aos sérios prejuízos que o aquecimento global representa para a economia e as graves consequências para o ambiente do planeta.

Se não se conseguir reduzir as emissões de carbono rapidamente,os custos económicos e ambientais serão tremendos para as gerações futuras.

Impacto do aquecimento global na economia

Infraestruturas e Propriedades
  • A subida do nível do mar, as inundações, as secas , os incêndios florestais e as tempestades mais fortes, exigem que sejam gastos muitos fundos estatais para que sejam feitas reparações.
  • Os custos de reparação de infraestruturas essenciais são enormes.
  • Entre as principais infraestruturas afetadas pela rápida subida do nível do mar estão as casas , as estradas , as pontes,os caminhos,os aeroportos , as linhas de energia , as barragens e diques entre outros .
Produtividade
  • Os efeitos da alteração rápida do clima em certas zonas do planeta,podem significar para as suas populações, menos horas de trabalho,menos tempo a estudar,menos comércio,agricultura,produção de energia,pesca e menos turismo.
  • Uma grande precipitação de chuva ou tempestades de neve,podem causar um atraso nas plantações e nas colheitas,em falhas de energia,poluição do ar,falhas na circulação do ar.
  • O dia a dia das pessoas nestas localidades é gravemente afetado pelas condições climatéricas,baixando os níveis de produção laboral.
  • Os riscos para a saúde pública são enormes,reduzindo a produtividade da força laboral.
  • O calor extremo diminui a produção na construção e as alergias ou a poluição do ar reduzem o número de horas de trabalho e menos dias de escola para os estudantes.
Migração em massa,aumentando o número de refugiados
  • O aquecimento global pode causar um aumento do número de “refugiados climáticos”, pessoas que são forçadas a deixar suas casas por causa de secas, inundações ou outros desastres relacionados com o clima .
  • Os movimentos em massa de pessoas podem causar uma ruptura social em larga escala.
  • Esta ruptura social,poderá causar agitação civil ,podendo mesmo forçar a que seja feita uma intervenção militar entre outras consequências indesejadas .

Fonte;Union of Concerned Scientists

Estudo das Nações Unidas

De acordo com um estudo das Nações Unidas,as alterações climáticas são responsáveis pela redução da capacidade de trabalho na ordem dos 20%.

As alterações do clima que se verificam no planeta também afectam o Produto Interno Bruto de certos países,com destaque para o continente asiático.

Este estudo foi realizado com o patrocínio da Universidade das Nações Unidas.

As conclusões de um estudo das Nações Unidas sobre o impacto do aquecimento global na economia:

Impacto nas horas de trabalho
  • Ficou demonstrado que se perdem entre 15 e 20 por cento das horas de trabalho devido aos efeitos do aquecimento global.
  • Esta redução nas horas de trabalho irá duplicar até ao ano 2030.
Capacidade dos trabalhadores para trabalhar
  • O aquecimento global afecta cada vez mais,a capacidade laboral dos trabalhadores devido a certos efeitos do aquecimento global,entre eles está o calor intenso,que afecta as profissões ao ar livre,como a agricultura e a construçao.
Impacto no PIB 
  • Segundo a ONU,43 países vão sofrer um impacto no seu PIB devido ao aquecimento global.
  • O estudo ainda não foi publicado,não se sabendo ainda se Portugal faz parte destes 43 países afetados.
  • Índia,Indonésia,Malásia e Tailândia serão os países mais afetados.

Este estudo foi um de vários,publicados na Universidade das Nações Unidas de Kuala Lumpur.

O estudo será divulgado publicamente em breve.

Fonte;World Finance

Julho de 2016, o mês mais quente da história moderna na Terra

Fonte:Agência Oceânica e Atmosférica Norte-Americana (NOAA)

  • Em julho, a temperatura média global à superfície da terra e à superfície dos oceanos foi de 16,67 graus Celsius.
  • 0,87º graus Celsius acima da média do século XX.

Desde 1880 que a NOAA mantém registos de temperaturas globais.

O mês de julho de 2016 foi o mais quente da história moderna no planeta Terra.

Neste mês foi estabelecido um recorde desde que se começaram a registar as temperaturas, há 137 anos.

A análise da agência norte-americana confirma que nos últimos 15 meses,têm sido estabelecidos recordes no que se refere às temperaturas.

A temperatura média global na superfície da terra e dos oceanos foi, em Julho de 2016, a mais quente de sempre,sendo o mês mais quente desde que existem registos,que se iniciaram em 1880″.

O anterior recorde tinha sido alcançado em Julho de 2016.

Julho é tradicionalmente o mês mais quente do ano na Terra.

O recorde mensal de temperatura foi batido pelo décimo quinto mês consecutivo,o que é também um novo recorde.

2016 poderá ser o ano mais quente da história

Fonte;Organização Meteorológica Mundial

As temperaturas médias registadas em todo o mundo bateram recordes durante o primeiro semestre de 2016.
  • Desde que se começaram a fazer medições da temperatura,2016 poderá se tornar no ano mais quente.
  • Os dados são da Organização Meteorológica Mundial (OMM),o braço cientifico da ONU..
  • Segundo a OMM, os níveis do dióxido de carbono -o principal causador da mudança climática no planeta- também bateram os recordes desde que se iniciaram as medições,durante os primeiros seis meses de 2016.
  • Durante o mesmo período, o degelo no Oceano Ártico aconteceu em 2016 mais cedo e mais rapidamente que nos anos anteriores.
  • A temperatura média nos primeiros seis meses deste ano no Oceano Ártico,foi de 1,3 graus Celsius.
  • Esta temperatura encontra-se acima da média da era pré-industrial, que ocorreu nos finais do século XIX.