Exames nacionais 2016

Últimas informações sobre os exames nacionais em Portugal.

A maioria dos alunos do 9.º ano chumbaram na 2.º fase a Português ou a Matemática.

Em 2016,voltaram a baixar as médias a português e matemática no 12º ano.

As médias dos exames do 9.º ano desceram em 2016 a Português e Matemática.

A Matemática é uma disciplina complicada para uma grande parte dos alunos portugueses.

No final do ensino básico um em cada três alunos (que corresponde a 34% do total) acabou o ano com negativa a matemática.

A nota final do aluno a matemática,resulta da combinação feita entre as classificações dadas pelos professores e as que foram obtida pelos estudantes no exame nacional.

A nota do exame nacional tem um peso de 30% para a nota final dos alunos.

Médias dos exames nacionais 2016

As provas finais do 3.º ciclo em 2016,foram realizadas pelos alunos do 9.º ano em 1232 escolas.

Os exames nacionais em 2016,contaram em 30% para a nota final dos alunos, podendo os seus resultados serem determinantes para se passar ou chumbar de ano,dependendo da maior ou menor dificuldade dos alunos ao longo do ano letivo,e das notas dadas pelos professores.

Médias dos exames do 12.º ano

Dados do Ministério da Educação

Primeira fase
  • As taxas de reprovação aumentaram nos exames de Português e Matemática A (ciências) no 12.º ano.
  • Os chumbos a Matemática A atingiram os 15%
  • Os chumbos a Português situaram-se em 7%
  • As médias continuam positivas em 2016, mas em valores inferiores quando comparadas a 2015.
  • No exame de Português, a média passou em 2016 para os 10,8,menos duas décimas que em 2015.
  • A Classificação Interna Final (CIF, nota atribuída pela escola) manteve-se em 2016 nos 13,4 valores
  • Física e Química e Biologia e Geologia apresentaram resultados mais positivos em relação ao ano passado.
  • Nenhuma prova teve uma média abaixo dos 9,5 valores, algo que não havia sido verificado nos últimos anos
  • Das 22 disciplinas presentes nos exames finais, 14 apresentam piores médias em relação ao ano anterior.
  • Sete disciplinas apresentaram notas mais positivas
  • Uma disciplina manteve as médias de 2015.
  • A Física e Química,a média subiu de 9,9 para 11,1.e os chumbos desceram de 15% para 11%.
  • A Biologia e Geologia a média passou de 8,9 para 10,1, e os chumbos passaram para os 8% tendo sido de 11% do ano passado.
  • As médias mais altas verificaram-se a Inglês, ficando nos 13,2.
  • A média mais baixa verificou-se no exame de História, apresentando uma média de 9,5 .

Médias dos exames do 9.º ano

Dados do Ministério da Educação

Segunda Fase

Mais de metade dos alunos do 9.º ano chumbaram na 2.º fase a Português ou a Matemática.

Português
  • 52% dos alunos reprovaram a Português na segunda fase
  •  Este número representa um aumento face ao ano passado, quando a taxa de chumbos foi de 36%.
Matemática
  • 64% dos alunos chumbaram a matemática
  • Em 2014 chumbaram 79%.
Primeira Fase
  • As médias dos exames do 9.º ano baixaram em 2016 1% a Português e a Matemática, face às médias de 2015.
  • No total,foram realizadas este ano,181 mil provas,referentes às disciplinas de Português, Matemática e Português Língua Não Materna.
Matemática
  • O exame de matemática do 9.º ano registou em 2016 a segunda pior média de sempre.
  • No exame de Matemática (94.579 alunos) a média foi de 47%.
  • Reprovações-A Português, a taxa de reprovação baixou de 10% (em 2015) para 8% em 2016.
  • Houve mais alunos a ter negativa no exame nacional em 2016,(46.189) do que a ter positiva (44.628).
  • 249 estudantes conseguiram obter a nota máxima (100%), mas muitos mais tiveram uma nota baixíssima entre 0 e 5% (1599).
Português
  • A média na prova de Português, foi realizada por 90.545 alunos, situou-se em 57%,
  • A grande maioria dos alunos (três em cada quatro) tiveram uma classificação positiva no exame.
  • Reprovações-Apenas 8% dos alunos chumbaram a português,abaixo dos 10% de 2015.

Exames nacionais nas noticias;

15 de Julho 2016- Arranca a segunda fase dos exames nacionais.

Alunos que chumbaram na primeira fase,podem ainda recuperar as notas negativas da primeira fase dos exames nacionais.