Crescimento da Economia Portuguesa (PIB) em 2016

Informações sobre o crescimento da economia portuguesa em 2016.

Consulte em baixo,as últimas previsões para a economia portuguesa,feitas pelos principais intérpretes da política e da finança.

Pode também consultar a evolução do PIB Português ao longo das últimas décadas.

Evolução do PIB em Portugal desde 1961

Taxa de crescimento real do PIB

  • 1961 3,58%
  • 1970 8,47%
  • 1980 4,76%
  • 1990 7,86%
  • 2000 3,79%
  • 2001 1,94%
  • 2002 0,77%
  • 2003 -0,93%
  • 2004 1,81%
  • 2005 0,77%
  • 2006 1,55%
  • 2007 2,49%
  • 2008 0,20%
  • 2009 -2,98%
  • 2010 1,90%
  • 2011 –1,83%
  • 2012 -4,03%
  • 2013 -1,13%
  • 2014 0,91% (valor preliminar)
  • 2015 1,46% (valor preliminar)

Fontes/Entidades: INE, INE | BP, PORDATA

Crescimento da Economia Portuguesa (PIB) em 2016

Dados Estatísticos do Instituto Nacional de Estatísticas (INE)

Segundo trimestre de 2016

Fonte:INE

  • O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,9% em volume no 2º trimestre de 2016,face a 2015.
  • Esta é uma taxa idêntica à observada no trimestre anterior.
  • O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB baixou, passando de 1,7% no trimestre anterior para os 0,6% no segundo trimestre.
  • O crescimento foi menos intenso no consumo privado e verificou-se uma redução expressiva por parte do Investimento.

Estimativas de crescimento do PIB

Setembro 2016

UTAO:PIB de Portugal deverá crescer 1% se a economia mantiver o ritmo de crescimento

Na sua estimativa mais recente,a UTAO prevê que, se a economia portuguesa mantiver os níveis de crescimento no segundo semestre de 2016,o crescimento que foi verificado no primeiro, o Produto Interno Bruto (PIB) nacional deverá crescer 1% este ano.

Esta estimativa aponta para um crescimento que ficaria abaixo dos 1,8% que o Governo tinha previsto.

Agosto 2016

Fitch estima défice de 3,4% do PIB em 2016

  • A agência de ‘rating’ Fitch prevê que no final de 2016,o défice português vai atingir 3,4% do PIB nacional.
  • A mesma agência prevê um défice de 3,3% em 2017.
  • A Fitch alertou também que será muito difícil a Portugal cumprir as metas europeias sem evitar uma crise política nacional.

Governo desvaloriza as previsões da agencia de rating Fitch

  • O ministro dos Negócios Estrangeiros desvalorizou as previsões feitas pela Fitch.
  • O ministro considerou que estas previsões «não têm fundamento», nem nenhum «efeito útil».
Julho 2016

Governo admite que o PIB vai crescer menos e o défice de 2016 será de 2,3%

  • O Governo informou a Comissão Europeia que, considerando os ‘riscos macroeconómicos’, a economia portuguesa deverá crescer em 2016, 1,4% (PIB) e que neste ano,o défice será de 2,3%.
  • Estas projeções são mais pessimistas do que as divulgadas anteriormente pelo governo.

Revisões do banco Barclays «arrasam» as perspetivas de crescimento da economia portuguesa

  • Os economistas do banco Barclays perspetivam um cenário que pode ser descrito como arrasador, nas suas previsões que fazem para a economia portuguesa em 2016.
  • O Barclays aponta para um crescimento do PIB nacional inferior a um por cento este ano e um défice que será superior a 4% do produto.

Junho 2016

FMI revê em baixa crescimento da economia portuguesa para 1% em 2016

  • O Fundo Monetário Internacional (FMI) projectou hoje,dados mais pessimista no que se refere à economia portuguesa,.
  • As novas estimativas do FMI,apontam agora para um crescimento do PIB nacional de 1,0% em 2016.Um número abaixo das estimativas de abril último.

Ministro das Finanças admite menor crescimento da economia nacional

  • O ministro das Finanças português, Mário Centeno, admitiu que existirá um crescimento menor da economia em Portugal durante o ano de 2016.
  • Estas previsões poderão ser revistas em Outubro,altura em que é apresentado o Orçamento do Estado para 2017.

Primeiro ministro contradiz Mário Centeno sobre previsões económicas

  • O primeiro-ministro garantiu que se houverem mudanças no cenário macroeconómico português,as mesmas apenas incidirão sobre as  “evoluções futuras” da economia portuguesa.
  • Quanto a 2016,António Costa afirma que”os dados estão lançados e dão contas certas”.
Maio 2016

A Comissão Europeia baixou a estimativa de crescimento da economia portuguesa

  • A Comissão Europeia baixou a sua estimativa de crescimento da economia em Portugal para 1,5% em 2016
  • para 2017,a estimativa da União Europeia para Portugal está agora nos 1,7%
  • Estas previsões são mais pessimistas do que as estimadas pelo governo português.

Banco de Portugal afirma que a economia portuguesa vai crescer menos

  • Banco de Portugal estima que o PIB vai crescer 1,5 em 2016 em vez dos 1,7% que tinham sido apontados na previsão anterior.

Estas foram as principais informações relativas ao crescimento da economia portuguesa divulgadas pelo governo,banco de portugal,Barclays e comissão europeia.