Comércio entre a China e países de língua portuguesa

Consulte os últimos dados sobre a relação comercial entre os países de língua portuguesa e a China.

As trocas comerciais entre a China e os Países de Língua Portuguesa de Janeiro a Maio de 2016,foram de US$32,735 mil milhões

Em 2016,o comércio entre a China e os países de língua portuguesa caiu 14,55%,entre Janeiro e Maio.

Portugal foi neste período,o terceiro parceiro comercial da China,entre os países lusófonos,depois do Brasil e Angola.

Trocas comerciais entre a China e países de língua portuguesa em 2016

Os números de Janeiro a Maio de 2016

Fonte;Fórum Macau

  • As trocas comerciais entre a China e os Países de Língua Portuguesa de Janeiro a Maio de 2016 foram de US$32,735 mil milhões
  • Uma descida de 14.55 por cento em comparação com o mesmo período de 2015.
  • As importações da China dos Países de Língua Portuguesa foram de US$22,314 mil milhões, um aumento de 2.37 por cento
  • As exportações da China para os Países de Língua Portuguesa foi de US$10,422 mil milhões,uma descida de 36.89 por cento.

Os números de Maio de 2016

  • As trocas comerciais entre a China e os países lusófonos em Maio foram de US$8,398 mil milhões,aumentando 10.36 por cento face ao mês anterior.
  • As importações da China dos Países de Língua Portuguesa em Maio foram de US$6,136 mil milhões,crescendo 15.89 por cento face ao mês anterior
  • As exportações da China para os Países de Língua Portuguesa foram de US$2,262 mil milhões em Maio , uma descida de 2.28 por cento face ao mês anterior.

Os números de Janeiro a Abril de 2016

Fonte;Fórum Macau

Estes números são comparados com o mesmo período de 2015 e foram publicados a 6 julho pelos Serviços da Alfândega da China, no portal do Fórum Macau.

Trocas comerciais

  • O valor total das trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa,foi de 4,33 mil milhões de dólares (22,02 mil milhões de euros) nos primeiros quatro meses de 2016
  • A China comprou aos países de língua portuguesa bens no valor total de 16,17 mil milhões de dólares (14,63 mil milhões de euros) — uma descida de 0,53%
  • A China vendeu produtos no valor total de 8,16 mil milhões de dólares (7,38 mil milhões de euros) — uma descida de 39,16%

Comércio entre a China e o Brasil

  • O Brasil foi neste período,o principal parceiro económico da China
  • O volume das trocas comerciais entre o Brasil e a China foi de 17,30 mil milhões de dólares (15,65 mil milhões de euros), uma descida de 14,84%
  • As exportações da China para o Brasil foram de 5,92 mil milhões de dólares (5,35 mil milhões de euros), uma descida de 41,73%
  • As importações da China para o Brasil foi de 11,38 mil milhões de dólares (10,29 mil milhões de euros), uma subida de 12,09%.

Comércio entre a China e Angola

  • As trocas comerciais entre a China e Angola desceram 34,16%
  • O valor total das trocas comerciais entre Angola e a China foi de 4,69 mil milhões de dólares (4,24 mil milhões de euros).
  • A China vendeu a Angola, produtos no valor de 467 milhões de dólares (422,5 milhões de euros) — uma descida de 72,1%
  • A China comprou mercadorias no valor de 4,23 mil milhões de dólares (3,82 mil milhões de euros), uma descida de 22,44%.

Comércio entre a China e Portugal

  • O volume de trocas comerciais entre Portugal e a China foi de 1,70 mil milhões de dólares (1,53 mil milhões de euros) — uma subida de 24,73%
  • A China vendeu a Portugal,bens na valor total de 1,30 mil milhões de dólares (1,17 mil milhões de euros) –uma subida de 45,45%
  • A China comprou a Portugal,produtos no valor de 406,4 milhões de dólares (367,7 milhões de euros),uma descida de 14,32%.

Trocas comerciais entre a China e países de língua portuguesa em 2015

  •  No ano de 2015, as trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa desceram 25,73%,em comparação com o ano de 2014
  • O valor total das trocas comerciais em 2015 entre a China e os países lusófonos foi de 98,47 mil milhões de dólares (90,60 mil milhões de euros ao câmbio da altura)
  • 2015 foi o primeiro ano desde 2009 em que se verificou uma queda nas trocas comercias com a China por parte dos países de língua portuguesa.