Abono de Família em Portugal

últimas informações sobre o abono de família em Portugal,as suas leis,as noticias e os números estatísticos sobre esta matéria.

Em Portugal,o abono de família foi atribuído a 1.117.984 crianças e jovens segundo os últimos dados.

Lisboa é a região do país com o maior número de beneficiários.

Últimas Estatísticas do Abono de Família em Portugal

Dados de Junho 2016 da Segurança Social

  • Em Junho de 2016,o abono de família foi atribuído a 1.117.984 crianças e jovens em Portugal.
  • Este número representa um aumento de mais 1.347 crianças e jovens em comparação com o mês anterior.
  • Em termos percentuais,o aumento foi de 0,1% relativamente ao mês de maio.

Regiões com o maior número de abonos de família

  1. Lisboa (222.952)
  2. Porto (218.964)
  3. Braga (100.459)
  4. Setúbal (87.552).

Abono de família para crianças e jovens em Portugal

Quem são os beneficiários

  • As crianças e os jovens em Portugal

O que é o abono de família

  • O abono de família é uma prestação em dinheiro atribuída todos os meses.

Qual o objetivo do abono de família

  • O objetivo deste abono,é o de compensar os encargos familiares com a sustentação e a educação dos seus filhos.

Quem tem direito ao abono de família

Têm direito ao abono de família em Portugal,as crianças e jovens que preencham os seguintes requisitos:

  • Residentes em Portugal ou com residência equiparada.
  • Que não estejam a trabalhar

O agregado familiar deve preencher os seguintes requisitos:

  • Não pode ter património mobiliário (contas bancárias, acções, obrigações, certificados de aforro, títulos de participação e unidades de participação em instituições de investimento coletivo) que seja no valor superior a 100.612,80 € à data do pedido.
  • Tem que ter um rendimento de referência igual ou inferior ao valor estabelecido para o 3.º escalão de rendimentos ou que sejam considerados pessoas isoladas.

Idade para receber o abono de família

  • O abono de família é atribuído a crianças e jovens até aos 16 anos

A partir dos 16 anos,existem excepções em que pode ser atribuído o abono de família,desde que o jovem esteja a estudar e a frequentar certos níveis de ensino..

Entre os 16 e os 18 anos

  • Se os jovens estiverem matriculados no ensino básico
  • Matriculados num curso equivalente ou de nível subsequente
  • Também pode ser atribuído o abono de família  se os jovens frequentarem um estágio de fim de curso indispensável para a obtenção do respetivo diploma.

Entre os 18 e os 21 anos

  • Se os jovens estiverem matriculados no ensino secundário
  • Se estiverem matriculados num curso equivalente ou de nível subsequente
  • Ou se estiverem a frequentar um estágio curricular que seja indispensável à obtenção do respetivo diploma.

Entre os 21 e os 24 anos

  • Se os jovens estiverem matriculados no ensino superior, ou num curso equivalente.
  • Ou se os jovens frequentarem um estágio curricular que seja indispensável à obtenção do respetivo diploma.

Até aos 24 anos

  • Se for o caso de crianças ou jovens que sejam portadores de deficiência que tenham direito a receberem prestações por deficiência.
  • Os jovens que estejam a estudar no nível de ensino superior, ou a tirar um curso equivalente
  • Ou jovens que estejam a frequentar um estágio curricular que seja indispensável para a obtenção de diploma.

Fonte;Segurança Social

Leia também;